Flaubert, Hannibal, Simpsons e Eric Draven no Natal

Estou aqui me deliciando com um dos presentinhos de Natal. O livro Gothica. Contos juvenis de Gustave de Flaubert. São Paulo: Berlendis & Vertecchia, 2006. É legal ler um Flaubert pré-Bovary e pré-realismo exercitando um bom entretenimento com todos aqueles chavões e clichês desse gênero da literatura fantástica. São 05 contos: Raiva e impotência, A peste em Florença, Bibliomania, Sonho do Inferno e O funeral do doutor Mathurin. Acordei mais cedo do que o costume pra ficar lendo com o solzinho da manhã batendo no meu lounge, em companhia do meu novo boneco, que ganhei de presente do Gorpo, Aníbal – o açogueiro. Sim, é um trocadilhinho infame com Hannibal Lecter e o boneco tem até uma mascarazinha. Adorei, vai fazer companhia pro Orc que eu tenho na estante… rs. Agora só falta pendurar o pôster dos Simpsons (um intertexto da obra Nighthawks de Edward Hopper) aqui na parede pra deixar a sala ainda mais animada. Mais tarde ainda quero rever pela milésima vez O corvo (Alex Proyas, 1994) filme que adoro, clássico dos 90, mas que ainda não tinha na minha coleção de DVDs (outro presente). Apenas a trilha original (produzida pelo Trent Reznor), comprada na época do lançamento, quando tínhamos que pagar caríssimo por cds importados.. Ah, uma curiosidade é que, além do roteirista dos quadrinhos James O´Barr ter participado do filme, David J Schow – escritor de horror splatterpunk também assinou o roteiro🙂

Fui, se der tempo ainda quero ver A bússola de ouro🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s