… procrastinando, mas nem tanto assim…

Don´t stop the beat. Machine is complete!!!

o produtor alemão de electro anthony rother e suas máquinas

Ontem, eu, gorpo e raul, vimos o dvd de um live do anthony rother @ bruxelas, bélgica em 2003. Muito bom! As sonoridades que ele tira daqueles sintetizadores são algo de outro planeta, impressionante. Batidas quebradíssimas lado a lado de melodias de influência kraftwerkianas. Die Mensch Maschine total. [momento reclamação mode on] Sem contar que na Bélgica o povo é simplesmente enlouquecido – ao final da apresentação ele estava tri emocionado com a gritaria do povo! – e as distintas cenas têm seu devido espaço garantido e não são apenas modinhas passageiras como aqui no Brasil (e olha, o hype vem todo de fora, mas isso não quer dizer que o que não é mais hype não possa ter seu reconhecimento e as coisas continuam rolando, aqui no BR vivemos apenas de hype todo resto se esvanece), vide a grandiosidade do festival I love techno… E o pior é o seguinte, no resto da América Latina algumas “cenas” tem situações bem melhores, como na Argentina, no Peru, no Chile e no México (com shows e casas lotadas e bandas locais tendo destaque) e os brasileiros ainda insistem em se “achar” melhores que o resto de los hermanos. [momento reclamação mode off]

Depois disso, tentei ver o tigre e a neve, mas minha implicância com o benigni, a chatice do filme e o sono venceram… dai a louca e levemente resfriada se acorda from out of nowhere às 2h30 da manhã e resolve trabalhar até às 5h. Duas aulas preparadas e mais um resumo expandido de um congresso pronto. Missão cumprida, pena que o paper mais urgente foi deixado à deriva (mas eu termino ele a tempo sim). Essa semana será ultra-mega-hiper-complicada com zilhões de coisas por fazer … é , e enquanto isso eu aqui procrastinando, escrevendo reclamaçõezinhas sobre a falta de legitimidade de capital subcultural brazuca, ouvindo rother e praticamente afastando os móveis do quarto pra começar a dançar… rs é, cada qual com suas procrastinações….

agora fui!

np:
don´t stop the beat – anthony rother

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s