Sabadão Musical

Scott Weiland na Rehab. Tudo normal no mundo do rock

Slash (ex-GNR) e Scott Weiland (ex-STP)

Scott Weiland (Velvet Revolver) foi para rehab voluntariamente. Nenhuma novidade nisso para quem acompanhou a cena hard-rock do final dos 80 e a cena grunge nos anos 90 , bem antes de Amy, Britnéia e Lolo. A pergunta que não quer calar é, e Slash, será que continua clean como afirmou no ano passado em entrevistas no Dave Letterman e na Rolling Stone?

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

40 anos de técnicas de remix e dub

O rraul fez uma matéria bem interessante sobre os 40 anos do dub, “gênero que se tornaria uma árvore genealógica para o desenvolvimento da música urbana e eletrônica em geral e o mais forte sinônimo da mente criadora jamaicana”. [Hello, entenderam pq eu quero ir ao congresso na Jamaica]. Hermano Vianna já tinha explicitado a importância do dub em seu texto “A filosofia do dub”, publicado na Folha de São Paulo em 2003 – eu tenho o texto impresso. O legal da matéria do rraurl é o pequeno glossário para iniciantes, que eles fizeram ao final do texto, com os principais conceitos que constituem a eletrônica ainda hoje e que vieram dessa cultura como: o remix, o produtor como artista principal, o estúdio como instrumento criador (soundsystem), o mash-up (olha ai Marie Claire), etc. Aliás, dentro dessa cultura da remixagem, um dos elementos mais discutidos é justamente o mashup que, de um conceito originalmente vindo da música, disseminou-se e virou até aplicativo de Internet. Vejam só o poder dessa cultura!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s