II Simpósio da ABCiber – considerações finais


Conforme prometido vou fazer agora uma análise final do evento. Para quem quiser ver posts mais aprofundados sobre cada dia, confiram no blog da Sandra Montardo e do querido amigo Thiago Falcão. Eu twittei boa parte das conferências, mas infelizmente haviam poucas tomadas e em alguns momentos fiquei sem bateria – isso quando a rede não caía. De qualquer forma vamos lá

* Na terça (11/11), mediei uma mesa com dois trabalhos, um sobre a questão da presença e o outro sobre tipos de webcast. Também assisti um painel excelente sobre cultura e identidade de fãs online com quatro trabalhos muito instigantes – um sobre fãs da Avril Lavigne; outro das minhas orientandas comparando a figura do fã online com a do produser; um sobre uma genealogia dos fãs online desde os fanzines e finalmente uma análise da cooperação dos fãs de Lost através das comunidades digitais. As conferências da noite tiveram a presença de Diana Domingues (UCS), Luiza Paraguai Donati (Uniso) e André Lemos (UFBA), ambas abordando, sob perspectivas diferentes, a questão do espaço e da mobilidade. Depois disso tivemos um jantar de confraternização no Macedo´s que foi bem divertido, incluindo minhas orientandas Geórgia Natal e Lucina Viana, Jack Holmer (tb meu aluno) e os amigos e colegas Ticiano Paludo e Roberto Tietzmann.

* Na quarta (12/11) tivemos duas mesas pela manhã. Erick Felinto (UERJ) falou sobre os estilos de vida na cibercultura a partir de alguns exemplos publicitários, trabalhando mais especificamente a marca Apple. Francisco Rüdiger (PUCRS) mencionou Jane Austen e Houellebecq e abordou os relacionamentos online a partir de um estudo empírico sobre os sites de agenciamento de namoros e lançou o conceito de capital erótico em uma brilhante fala e Suely Fragoso (Unisinos) criticou a dualidade mente e corpo nos estudos de cibercultura. Na segunda mesa, falaram Sandra Montardo (Feevale) a respeito de sua pesquisa sobre fotologs de redes temáticas, trabalhando especificamente com PNE, depois Alex Primo (UFRGS) e sua categorização de gêneros de blogs, e finalmente Yara Guasque (UDESC) sobre uma plataforma artística multiusuário. À noite não assisti as conferências pois estava em uma reunião sobre um projeto para o próximo ano.

* Quinta (13/12) pela manhã participei da reunião da Diretoria e do CCD da ABCiber e após almoço no restaurante Arabesco fomos rumo à Assembléia Geral, onde pudemos ouvir as avaliações do evento com críticas que contribuirão para o próximo evento já confirmado para novembro de 2009 – em breve será decidida a instituição que sediará o III Simpósio.

* Como resultado geral, foi um belo evento que efetivamente demarcou o campo da cibercultura no Brasil, mostrando a qualidade teórica-metodológica de muitos trabalhos e a competência de organização da diretoria. Para o próximo ano a ABCiber apresentará ainda mais novidades, inclusive encontros estaduais para nuclear a área. Fico muito feliz de fazer parte desse campo que além de ser sério e compenetrado durante o dia, ainda é festeiro e risonho à noite (haja vista a diversão das jantas e almoços).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s