Cultura, artes e estilo de vida steampunk

Logo após uns dias de férias entre as festas de final de ano – coisa rara para quem trabalha com pesquisa e que não faço há pelo menos dois verões – retorno para os escritos de meu novo livro solo, acerca de estilos de vida e subculturas no contexto da cultura tecnológica (também estou preparando um outro livro sobre metodologias de pesquisa em redes com duas colegas, mas sobre este outro eu comento depois).

Teclado steampunk alemão do flickr de Kay

Um dos capítulos vai tratar de uma estética que venho discutindo e escrevendo há tempos aqui no blog e que é uma das minhas predileções desde que escrevi minha tese: a cultura steampunk e suas visões de mundo retro-futuristas. O mashup entre passado-presente-futuro em um devir do que nunca foi aparece na relação com a própria materialidade dos objetos (seja pelo design e apropriações de gadgets, pela chamada computação neovitoriana, pelas peças publicitárias de época, pela moda, pela música, etc) e apresentam facetas e anacronismos característicos da relação homem-máquina em um contexto ora nostálgico (em um domínio do imaginário “what if”) ora pragmático e personalizado através de customizações e choques entre distintos objetos de arte e do cotidiano.

Mas não vou antecipar as discussões nesse momento. Por hora, fiquem com alguns exemplos que andei coletando nos últimos dias.

Casa na árvore steampunk

Muito linda essa instalação, uma casa na árvore steampunk produzida na área de São Francisco por um coletivo de artistas liderados por Sean Orland. De acordo com os criadores, a casa remete ao conceito de “unnatural nature of natures” (natureza não-natural das naturezas, em uma tradução livre) que é da essência da relação homem-técnica. As influências para a instação vêm dos movimentos românticos, da cultura neovitoriana e steampunk do século XXI, e das chamadas cargo cult.

Photo by Zachary Wasserman

A instalação está à venda e no site do projeto (steampunktreehouse.com) constam todas as informações, fotos, os passos da construção, etc.

Animações steam

O link veio através de um post do Cory Doctorow na BoingBoing
e no blog
New World Notes, Wagner James,
o criador desse machimina da área pós-apocalítica Wasteland,
no Second Life, chamado Pipe Dream, detalha as especificidades de sua criação.

Já o colega Roberto Tietzmann indica um curta de animação chamado “A gentleman´s duel“.



Matéria sobre
cultura steam no jornal Boston Phoenix
E, para encerrar, a matéria “Steam Dream” publicada no jornal Boston Phoenix, em maio de 2008 sobre os antecedentes históricos e a atual disseminação da subcultura steampunk, principalmente via web, abordando o criador da Steampunk Workshop Jake “Von Slatt”.

Photo by Mark Pecci

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s