Life In Technicolor


… Então, como vocês já devem imaginar, ando em uma turbulência danada por aqui, sem tempo para dedicar ao blog. O que é uma pena, pois eu gosto bastante de postar. Mas é uma fase, daqui a pouco as coisas melhoram (quero muito acreditar nisso risos). Projetos, trabalhos, convites têm surgido aos borbotões e eu estou tentando gerenciar tudo isso, delegando algumas coisas a pessoas de confiança; para outros estou aprendendo a dizer não e por fim existem aqueles dos quais não conseguimos escapar. Dai só resta lembrar do conselho do Yoda: “No. Try not. Do… or do not. There is no try“.

*****************************************************

Wait for something better
No one behind you
Watching your shadows
You gotta be stronger than the story
Don’t let it blind you
Rivers of shadow
This feeling won´t go

Ontem fiquei pensando sobre a passagem do tempo. Estamos quase em junho, praticamente na metade de 2009. Daqui a pouco a primeira década dos anos 00 vai embora e eu nem sei se conseguiria fazer uma retrospectiva decente de tudo que aconteceu de relevante ou não – pelo menos no que concerne ao meu campo de atuação e ao meu “umbigo”, ou seja fatos extremamente pessoais que me levam a uma interpretação específica da representação da década. Foram anos sem uma identidade muito bem definida, ao contrário dos 80 e dos 90 (e isso não é saudosismo é apenas a constatação dos desdobramentos de acontecimentos das décadas anteriores, creio eu). Acho que o grande agregador foi mesmo a Internet – não, não estou puxando a “brasa para o meu assado” teórico. Refletindo ontem, percebi que praticamente a maior parte das coisas realmente interessantes que aconteceram (comigo, reitero) tiveram algum tipo de ligação com a rede.

*****************************************************

Tá, continuo bem chateada com o cancelamento do show do Sisters (mas já resgatei o dinheiro dos ingressos) e com o fato de que não conseguirei ir pra SP assisti-los por conta de outras coisas que já estavam marcadas. Mas, pelo menos ontem consegui respirar um pouco e até sair pra tomar um café, o que dadas as atuais circunstâncias já é algo fantástico.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s