Um giro profissional/pessoal pelo Brasil das terras quentes

Minha viagem na semana passada pelas terras quentes do nordeste e do sudeste do Brasil foi muito proveitosa. Tanto em termos profissionais quanto pessoais. Vou destacar brevemente alguns aspectos que considerei mais legais.
#IIMUSICOM – Na quarta passada proferi a palestra de abertura do II Musicom –  2º Encontro de Pesquisadores em Comunicação e Música Popular na UFMA em São Luís, no Maranhão. O tema do evento esse ano era “Abordagens interdisciplinares na pesquisa em Música Popular: Arte, Mercado e Sociedade“. Minha fala foi sobre Práticas de Fansourcing: Estratégias de mobilização e curadoria, cujo material compartilho logo ai abaixo. Gostei muito da hospitalidade do pessoal e do debate que minha palestra gerou. Essas trocas de ideias presenciais são muito boas e sempre me deixam com muito mais questionamentos. Também destaco a articulação do professor Rogério Costa que tem produzido o evento e a possibilidade de constituição de uma associação que congregue pesquisadores que tratam dessa temática. Também a presença do Marcio Monteiro que agitou os twitteiros de plantão, que fizeram uma cobertura bem divertida . Gostei muito de participar e pena que fiquei somente um dia e meio por lá.
#ReuniãoABCiber – Bem, além da reunião da ABCiber estavam acontecendo muitas bancas de defesa e o ENECULT em Salvador, portanto encontrei muitos colegas de outras universidades que acabaram saindo para jantar com a gente. Dessa vez, aproveitei um dia com a querida colega Sandra Montardo (minha parceirona de longa data de eventos e divisões de quartos de hotel) e fomos passear pelo centro histórico, mercado modelo, pelourinho, Igreja São Francisco etc. Sem contar a moquecá de camarão do Odoyá. Amei a galeria Solar Ferrão e a exposição de máscaras africanas. Abaixo uma foto que achei representativa e digna da nossa tarde divertida.
#BancaUFF – Por fim, minha última parada foi no Rio de Janeiro. Participei como membro da banca de defesa do labcultiano Jefferson Chagas que defendeu brilhantemente a dissertação de Mestrado no PPGCOM da UFF em Niterói: “Rádio em tempos de download: a reconfiguração da rádio FM musical diante das novas tecnologias da informação e da comunicação” sob orientação da Simone de Sá. O trabalho preencheu uma lacuna importante nos estudos de rádio e de música e trouxe uma boa contribuição para o campo. As discussões na banca junto com Marildo Nercolini também renderam bastante. Gostaria de agradecer o convite da Simone e sua recepção carinhosa e atenciosa comigo durante minha breve estadia no Rio. E nossa parceria continua nos dias 05 e 06 de agosto quando acontecerá o Seminário Internacional Rumos da cultura da música: audibilidades, estéticas, linguagens e negócios  organizado pela Simone no Rio de Janeiro. Divulgarei mais sobre o evento assim que o release oficial for lançado, mas adianto que haverá a presença de pesquisadores nacionais e internacionais, músicos e produtores do mercado e da indústria fonográfica, além de perfomances.
#tamojunto em frente ao palco do show dos canadenses indietronic
Bem, mas no Rio, além do trabalho tive a companhia da superphynna Cris, dos fofos e queridos da cena synth/industrial Guga (o cara por trás da banda de synth/futurepop carioca Mobius Project), da Ana, e dos confirmadíssimos Virus de Sirius e Bruno. Todos foram ultra atenciosos e queridíssimos comigo, me dando ótimas sugestões e me incluindo em programas “mara” como ir por exemplo o show do Dragonette.

3 comentários

  1. aline naomi · junho 4, 2010

    Vi os slides da apresentação… deve ter sido MUITO boa!! Algumas coisas acho que iam ajudar no trabalho que estou fazendo agora… e estou começando a achar a Lady Gaga um gênio…🙂

  2. Adriana Amaral · junho 4, 2010

    ALINE: Obrigada, saí contente com a apresentação tb. sobre a Lady Gaga, ela não é um gênio, ela apenas sabe usar muito bem as referências de gente que já fez tudo isso antes e jogar de volta pro povo através da mobilização via redes sociais

  3. aline naomi · junho 5, 2010

    (putz, acho que perdi o que tinha escrito… bom, se aparecer duas vezes a mesma coisa, deleta um!)Então, Dri, sobre Lady Gaga, é isso que acho genial nela… a música nem tem nada de grandioso, mas eu acho fantástico isso de ela ter se tornado o que as pessoas querem ver e consumir e todo mundo de repente ama ela e enlouquece por ela. Eu não sei como se consegue fazer com que milhões de pessoas te amem de uma hora pra outra! E ela é tão nova…Beeijo!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s