Seminário Internacional “Música Independente no contexto pós-crise”

O colega Micael Herschmann (UFRJ) convida a todos para o Seminário Internacional Música Independente no contexto pós-crise que está sendo organizado no Rio de Janeiro em parceria com a UERJ, a Universidade Carlos III de Madri e da Universidade de Birmingham. Durante o evento será lançado o livro Nas bordas ou fora do mainstream musical. Novas tendências da Música Independente no início do século XXI (Editora Estação das Letras e das Cores, São Paulo) coletânea organizada por Micael Herschmann e que reúne diversos pesquisadores que têm se dedicado a essa temática a partir de uma rede de pesquisa. Eu e João Pedro Amaral participamos com um artigo sobre as estratégias de uso das plataformas digitais pelo happy rock gaúcho.

Para quem estiver no RJ na data e se interessa pelo tema, tenho certeza que valerá muito a pena. Abaixo, a programação:

Seminário Internacional “Música Independente no contexto pós-crise”

 Data: 03 e 04 de outubro de 2011

Local: Auditório RAV 102 – Faculdade de Comunicação Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (FCS/UERJ)

Rua São Francisco Xavier nº 524 (campus do Maracanã), Pavilhão João Lyra Filho, 10º andar.

 Coordenação geral:

Micael Herschmann (UFRJ)

 Coordenação Adjunta:

Marcelo Kischinhevsky (UERJ)

Leonardo de Marchi (UFRJ/UniFOA)

Cíntia SanMartin Fernandes (UERJ)

 Realização e Apoio:

Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFRJ;

Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UERJ;

Curso de Especialização em Jornalismo Cultural da UERJ;

Departamento de Periodismo y Comunicación Audiovisual da Universidad

Carlos III de Madrid;

Ministerio de Educación/Gobierno de España;

Universidade de Birmingham

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior;

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico;

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro

 Inscrições online (antecipadas), mais informações e contato:

seminariomusicaindependente.wordpress.com

Introdução e Justificativa:

 Os especialistas reunidos neste seminário internacional não se propõem propriamente a discutir o conceito de indie ou o nível de autonomia dos chamados atores independentes em relação à grande indústria. Na realidade, mais do que discutir os limites do mundo indie, eles buscam realizar um breve balanço do impacto das transformações que vêm ocorrendo nos negócios da música nos últimos anos, seja nas bordas ou mesmo fora do mainstream.

Para o desenvolvimento de suas reflexões tomam como referência alguns exemplos expressivos que estiveram ou estão em curso em várias localidades do globo (na Europa, nos EUA, na América Latina e, especialmente, no Brasil). Afinal, transcorrida mais de uma década desde que os atores sociais passaram a conviver com a sensação de que esta indústria cultural estaria vivendo uma crise sem precedentes, é possível constatar que, de fato, o business da música passa mais propriamente por um processo bastante significativo de transição e de reestruturação.

A discussão dos desafios e das perspectivas da música independente no âmbito das indústrias midiáticas reunirá pesquisadores do Brasil, Inglaterra e da Espanha – países onde a reconfiguração da indústria ocorre de modo mais pronunciado –, estabelecendo um diálogo entre academia e atores sociais e buscando alternativas para dinamizar os circuitos culturais mobilizados por estas manifestações artísticas num contexto pós-crise.

Programação:

1º dia – 03 de outubro (2ª feira)

8:00 – 9:00 horas – Credenciamento

9:00 – 10:00 horas – Mesa de abertura

Alessandra Aldé (UERJ)

Luis A. Albornoz (UC3M)

João Pedro Dias Vieira (UERJ)

Micael Herschmann (UFRJ)

10:00 – 12:00 horas – Conferência I

Samuel Araújo (UFRJ) – Música, política e sociedade em movimento: desafios e potenciais da crise global

12:00 – 14:00 horas – Almoço

14:00 – 17:00 horas – Mesa 1 – Nas bordas e fora do mainstream

Moderador: Marcio Gonçalves (UERJ)

Santuza Cambraia Naves (PUC-RJ) – O alternativo no mainstream: a tropicália entre Smetak e Muzak

Julio Diniz (PUC-RJ) – Nomadismo e trânsito na produção cultural contemporânea

Olívia Bandeira de Melo e Oona Castro (Overmundo) – Apropriação de tecnologias e produção cultural: inovações em cenas musicais da Região Norte

Luís A. Albornoz (UC3M) – Apontamentos sobre a trama empresarial espanhola independente

17:00 – 17:30 horas – Coffe break

17:30 – 20:00 horas – Mesa 2 – Música em rede: ampliando a visibilidade e protagonismo?

Moderador: Marildo Nercolini (UFF)

Leo Morel (autor do livro Música e Tecnologia)

Abel do Cavaco (Grupo musical Antigamente)

Daniel Domingues (Coletivo Ponte Plural/Circuito Fora do Eixo)

Jefferson Andrade Silva (Grupo musical Passarela 10)

2º dia – 04 de outubro (3ª feira)

9:00 – 10:00 horas – Conferência II

Andrew Dubber (Universidade de Birmingham) – Música como Cultura na Era Digital.

10:00 – 13:00 horas – Mesa 3 – (Re)intermediação dos negócios da música

Moderador: José Ferrão (UERJ)

Leonardo de Marchi (UFRJ) – Discutindo o papel da produção independente brasileira no mercado fonográfico em rede

Juan Ignácio Gallego (UC3M) – Novas formas de prescrição musical

José Ángel Esteban (UC3M) – Música independente espanhola nas rádios

Marcelo Kischinhevsky (UERJ) – Rádio e musica independente no Brasil

13:00 – 14:30 horas – Almoço

14:30 – 17:30 horas – Mesa 4 – Revisitando a dinâmica de circuitos e cenas

Moderadora: Liv Sovik (UFRJ)

Cíntia SanMartin Fernandes (UERJ) – Musicabilidade no Rio de Janeiro: o samba e choro nas ruas-galerias do Centro

Simone Pereira de Sá (UFF) – Aspectos da economia musical popular no Brasil: o circuito do funk carioca

Felipe Trotta (UFPE) – “Tradicional é na capital”: a circulação do forró pé de serra no Recife

Micael Herschmann (UFRJ) – Ruas que cantam: ativismo seresteiro e desenvolvimento local em Conservatória

17:30 – 18:00 horas – Coffe break

18:00 – 20:30 horas – Mesa 5 – Novos business da música

Moderador: Eduardo Granja Coutinho (UFRJ)

Felippe Llerena (Imusica)

Paulo Monte (Bolacha Discos)

Adilson Pereira (Coordenador do Circo Voador)

Daniel Koslinski (Grupo Matriz)

Carlos Mils (Vice-Presidente da ABMI)

Bruno Levinson (Oi FM)

20:30 – 21:30 horas – Coquetel e lançamento da coletânea Nas bordas ou fora do mainstream musical. Novas tendências da Música Independente no início do século XXI (Editora Estação das Letras e das Cores). Local: Auditório do RAV, no Campus da UERJ.

22:00 horas – Festa de confraternização no Teatro Odisséia (Rua Mem de Sá 66, Lapa)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s