Quarta-feira de cinzas em ritmo de volta ao trabalho

Estive afastada do blog devido ao feriadão de Carnaval. Passei esses dias em Curitiba descansando bastante – o início de semestre será pesado – revendo pessoas e acompanhando o Psycho Carnival, tradicional festival da cena psychobilly nacional. É impressionante como o evento cresceu. Fui em todas as edições a partir de 2006 (quando mudei para CWB) à exceção do ano passado, pois estava em processo de mudança. A cada ano que passa mais pessoas participam e o profissionalismo do evento aumenta. A organização desse ano está de parabéns novamente. Ótimos shows a preços acessíveis e infra-estrutura na medida certa. Essa cena e o próprio festival merece um trabalho etnográfico sério, preciso ver isso. Temos de admirar pessoas que conseguem fazer um festival internacional desse nível no Brasil e fazer com que ele dure 13 anos . Não é fácil. Todos que como eu já produziram eventos fora do mainstream entendem as dificuldades. É muito legal ver a popularização de um evento cujo foco é o rock n roll direto e sem firulas. Não sou membro dessa cena, embora a admire e não ganho um centavo divulgando nada. Faço isso porque acho bem louvável o empenho do pessoal que gerencia tudo isso. Em tempo, curti bastante a banda The Rocker Covers, de Brighton, Inglaterra. As versões e mashups de Cure, Ace of Base e Greenday em versões rockabilly e ska foram muito divertidas.

Dentre as tantas atividades que rolaram durante esses dias, a Zombie Walk CWB também cresceu bastante. Segundo o que me informou o Docca, um dos organizadores, os dados da PM indicaram que foram 4.500 pessoas marchando como zumbis em pleno domingo de carnaval. Percebi muita mistura de zumbis com cosplay. Há muitos cosplayers em Curitiba e na região, o que justifica essa vertente. Outra fator que me chamou a atenção foi a nítida influência do seriado The Walking Dead, o que certamente também deu visibilidade aos zumbis e ajudou a aumentar o número de participantes.

Novidades

Esse fevereiro tem sido muito produtivo para mim. É um período em que consigo me concentrar no andamento da minha pesquisa, colocar leituras em dia etc. No momento, tenho me detido basicamente em duas questões: 1) as mobilizações e disputas entre fãs e anti-fãs amplificadas nos sites de redes sociais, sobretudo no Twitter; 2) a performatização do gosto e suas manifestações subjetivas, mais especificamente a partir dos perfis do Facebook. Produzi um artigo novo sobre isso conjuntamente com a Camila Monteiro e assim que possível, comento mais detalhamente por aqui.

Também nesse mês fiz minha estreia como colunista/colaboradora da Revista Warung – veículo impresso do club de música eletrônica homônimo. Assim que a edição for lançada informo a todos. Em março chega às livrarias a segunda edição do livro Métodos de Pesquisa para Internet (editado pela Sulina e produzido a 6 mãos entre as colegas Raquel Recuero, Suely Fragoso e eu).

E, antes tarde do que nunca, parece que lentamente áreas mais tradicionais como a da Educação e a da Letras estão se interessando por fenômenos “mais contemporâneos”, sobretudo por conta da visibilidade alcançada pelas fan-fics na internet, pelo menos foi essa a ênfase da matéria “Fãs recriam na web novos caminhos para histórias consagradas”. Fan Fictions não são novidade para quem acompanha fandoms de sci-fi ou fantasia pelo menos desde os anos 60 (Star Trek, etc). Mas parece que alguns educadores estão finalmente compreendendo que essa prática pode sim ser um exercício de criatividade “legítimo”. Dei “alguns pitacos” como fonte na matéria acima.

Agora é juntar forças e se reorganizar para um início de semestre com muito trabalho e novidades. Tenho uma impressão bem boa a respeito desse ano, acho que ele vai ser de muita criatividade e execução de projetos profissionais e pessoais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s