Every Fucking Birthday

Na semana passada perdi um colega aos 49 anos, um pesquisador e uma pessoa admirada por muitos na área. Uma pessoa que parecia incansável nas muitas frentes de trabalho em que abria e ainda relativamente jovem – pelo menos nos termos da Academia. Ao ler as muitas mensagens endereçadas ao colega através da lista de emails da área fui construindo uma espécie de nuvem de tags e em todas apareciam coisas como afeto mas também coisas como legado, obra, herança, continuidade. Tudo absolutamente correto, legítimo, merecido e condizente com a vida da pessoa.

Algumas horas mais tarde, enquanto eu acompanhava presencialmente os rituais de despedida no cemitério, pensava em muitas coisas, repensava a minha carreira, focos e prioridades, repensava nos sinais e indicativos que a vida nos dá. E penso que sim sou uma pessoa absurdamente motivada, sim eu faço e vivo do que eu gosto, e gosto muito, mas também sei respeitar os meus limites porque como diz a Cleycianny: “a vida é más”. Foi uma reflexão oportuna para fechar meu trigésimo sexto ano de vida.

Eis que.. chega hoje, meu dia (abaixo o Andy La Plegua me enviando um recado rs)

 

De acordo com os relatos da minha mãe e com a carteirinha do hospital que ela guardou durante quase 30 anos, nasci às 19h20 de uma sexta-feira à noite, ou seja já na hora do esquenta pra night🙂 Já cheguei ao mundo causando nas questões de gênero, sendo a primeira mulher em uma casa com 4 homens bem mais velhos.😉

365 days left to live
Modify design in orders to improve

(Icon Of Coil – Shallow Nation)

Brincadeiras à parte, passei três aniversários seguidos de forma muito melancólica, refletindo sobre as perdas e as mudanças bruscas que atravessei. Um momento leonino entocado na savana lambendo as feridas. Esse ano não, esse ano é daqueles de enfiar o pé na jaca, se jogar e extravasar. É ano de brilhar e tocar fogo no que já não serve. A segunda década do milênio está correndo e cheguei na casa 37 do jogo da vida. É hora de celebrar, comemorar, dançar, amar… tudo no infinitivo porque  eu mereço  (todos merecemos)! Equilibrio entre a paixão pelo que se faz e a vida mundana, ordinária e comum é só o que eu desejo hoje e sempre.

Spin the wheel of fortune or learn to navigate!!!

Covenant em SP dia 22/09 (já comprei os ingressos pq é parte dessa comemoração)

1 comentário

  1. Camila Schäfer · agosto 26, 2012

    Muito bom o texto Adri! Realmente, 2012 está sendo um ano bem “diferente” para algumas pessoas (e eu me incluo aí, hehe). Ano de enfiar o pé na jaca mesmo, hehe. Espero que teus próximos aniversários sejam bem comemorados e de muitas alegrias \o/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s